O SAGRADO FEMININO

O Sagrado Feminino é um movimento de cura de todas as mulheres, cura de todas as relações.

No Espaço Inanna desenvolvemos a “Medicina Sagrada do Círculo”. Em círculo as mulheres podem ser aquilo que "É" em essência. As Mulheres que participam de Círculos são aquelas que querem transformar a si mesmas e ao mundo e reconhecem a função acolhedora, criativa, inspiradora e alquímica do mesmo.

Atualmente a dificuldade maior da Mulher é a sobrecarga de funções e a ilusão de que precisa ser/fazer tudo para todos o tempo todo. Agindo desta maneira, desrespeita seu Espaço Sagrado e sofre prejuízos físicos, psíquicos, espirituais. Quando estão reunidas em Círculo abrem espaço para que a Inteligência Sagrada do Feminino ative códigos e chaves Femininas Ancestrais com o propósito de viver com mais equilíbrio, respeitando a Mulher Vivente em cada uma do grupo!

É o resgate de um conhecimento milenar onde as mulheres aprendem a se desligar um pouco do mundo tecnológico e rotineiro, e descobrem mais sobre si próprias, se interiorizando, percebendo melhor seus instintos, suas vontades e seus ciclos femininos (como a menstruação e a gestação),redescobrem sua sexualidade e autoestima. Muitas mulheres relatam que o mundo a sua volta - e aquele que existe dentro delas - parece mudar. É como se uma nova consciência as abraçasse.

Em círculo compartilham seus sonhos, opiniões, desejos, iras… enfim, o que vivem no dia-dia nesse caminho de mulher, mãe, companheira, cuidadora e curandeira. E existe cura quando o feminino nesta partilha entende, compreende e apoia o feminino.
Venha fazer parte de um círculo no nosso espaço!

Filhas de Inanna

O Curso Filhas de Inanna é destinado a todas as que querem se aprofundar no caminho da Magia (teoria e prática). Vale ressaltar que a Magia Natural é mas uma reintegração do ser humano à natureza e às energias/correspondências naturais, divinas e espirituais. Essa filosofia de vida é evidente na celebração do fluir da Roda do Ano e das lunações. 

Cronograma:
1º Encontro - História da Magia e de Inanna
2º Encontro - Introdução à Magia e ao Ocultismo
3º Encontro – Instrumentos Mágicos, Organização de Altar e Simbologia.
4º Encontro - Roda do Ano: Esbats
5º Encontro -  Roda do Ano: Sabbats 
6º Encontro – Elementos e Elementais
7º Encontro – Magia do Elemento Terra 
8º Encontro – Magia do Elemento Água
9º Encontro -  Magia do Elemento Ar 
10º Encontro - Magia do Elemento Fogo 
11º Encontro – Deusas e Deuses
12º Encontro - Teoria e Prática Ritualística
13º Encontro – Rito de Iniciação.

 

Tenda Vermelha

A TENDA VERMELHA é uma roda sagrada de mulheres, aberta à participação de todas que já tenham recebido sua menarca - sua primeira menstruação - e também das sábias mulheres que já entraram na menopausa.


Nesse encontro, buscamos o resgate do Feminino para uma vivência íntegra da sexualidade. São debates, partilhas e vivências em que abordamos assuntos pouco debatidos na sociedade, tendo como fio condutor a menstruação.

Aceitando nossa menstruação, podemos ter acesso a seus mistérios, poderes e ensinos sobre nós mesmas, temos a chance de mudar a chave da relação que estabelecemos com nosso ciclo, valorizando e honrando-o, ao invés de negá-lo, lutar contra ele e sofrer com isso.

Através de partilhas cada mulher tem a possibilidade de expressar a descoberta de seu corpo e a forma como este contato é vivenciado atualmente. O encontro incentiva cada uma das participantes ao auto-conhecimento, trabalha a auto-aceitação e a auto-estima, em encontros: 


- A Menarca
- A Mulher Alquímica
- A Mulher Criadora
- A Mulher e sua Ancestralidade
- O Masculino na Mulher

 

Círculo das Deusas Gregas

O “Círculo Das Deusas Gregas”, tem como objetivo o estudo dos arquétipos femininos através das deusas gregas, estudando a psicologia de cada uma delas e identificando as semelhanças em nossas vidas. É curioso perceber como cada deusa, suas vivências, desafios e dores nos são tão familiares, e que as soluções propostas por cada deusa são atuais e possíveis para todas nós. 

As deusas estudadas são:
.Ártemis, a mulher atlética, que aprecia a vida ao ar livre e os animais.
.Atenas, mulher extremamente profissional e prática, busca realizar-se numa carreira onde possa mostrar sua sabedoria.
.Hera, a esposa e imperatriz.
.Deméter, a mãe,fornecedora de alimentos.
.Perséfone, a intuição.
.Afrodite, amor e sensualidade. 
.Héstia, mulher sábia que tudo passou e viu, portanto experiente.
.Hécate, senhora da magia.
Cada mulher será capaz de identificar em si as características arquetípicas das deusas, saberá valorizar e empoderar, revitalizar e transformar o que for necessário. Será capaz de se perguntar: Sou feliz? Sinto prazer no que faço? O que posso fazer para mudar? Como posso transformar? O que é preciso deixar morrer para que algo novo possa nascer? O quanto conheço de mim mesma? Como estão as minhas relações? 
Para essa experiência que convido todas as mulheres que já se sintam prontas para uma percepção mais ampla do feminino, que se sintam curiosas, ou, simplesmente, queiram vivenciar algo novo em suas vidas. Venham aproveitar o que o “Círculo Das Deusas Gregas” tem a oferecer às suas vidas e aos seus amores. 

 

Mulheres que Correm com os Lobos

O encontro é um círculo montado com foco no livro "Mulheres que correm com os Lobos", da Clarissa Pinkola Estés que nos convida a vivenciar o arquétipo da Mulher Selvagem em toda sua beleza e profundidade. 
A cada encontro, vamos ler um conto e compartilhar como nos sentimos em relação à história trazendo elementos da nossa vida. Vamos pesquisar juntas como esses elementos nos tocam. 
Vamos buscar pela mulher-selvagem, que nada mais é do que uma busca pelo próprio eu, mas um eu adormecido, aprisionado, domado. A Mulher Selvagem carrega consigo os elementos para a cura; traz tudo o que a mulher precisa ser e saber. Ela dispõe do remédio para todos os males. Ela carrega histórias e sonhos, palavras e canções, signos e símbolos. Ela é tanto o veículo quanto o destino.
Buscar a Loba ou a Mulher Selvagem que habita em nós, significa encontrar nossa matilha, ocupar nosso corpo com segurança e orgulho independentemente dos dons e das limitações desse corpo, falar e agir em defesa própria, estar consciente, alerta, recorrer aos poderes da intuição e do pressentimento inatos às mulheres, adequar-se aos próprios ciclos, descobrir aquilo a que pertencemos, despertar com dignidade e manter o máximo de consciência possível. Sem a Mulher Selvagem, nós morremos. Para a verdadeira vida, ambas têm de existir.

 

VENHA NOS VISITAR!

Rua General Eldes de Sousa Guedes, 63 - Vila Sônia - Morumbi/SP