• espacoinanna

Feminismo: busca do “eu” rumo à libertação


O feminismo foi responsável por iniciar uma luta social de igualdade de direitos entre homens e mulheres, pela reformulação de padrões impostos e comportamentos dentro da sociedade. Um movimento externo e social que modificou estruturas antigas do patriarcalismo. Promoveu o maior reconhecimento e autonomia da mulher, em casa e no mercado de trabalho.

Mas o feminismo não é o único capaz de nos empoderar. O sagrado feminino, voltado para o autoconhecimento e análise interna, também permite honrar a energia feminina, suas ancestrais e a irmandade, reconhecendo os ciclos femininos e lunares e despertando a feminilidade e sexualidade.

O movimento é capaz de estimular um momento de compartilhamento de vivências e experiências entre as mulheres. Os resultados são a melhora da autoestima, a identificação de vontades próprias e posicionamento. Tudo possível por meio de atividades voltadas ao canto, à dança, contos de histórias e rodas de conversa.


Feminismo, autoconhecimento e cura

O sagrado feminino defende aquilo que a mulher quer ser. Dando a ela o poder da escolha pelo contato com energias ancestrais, feminilidade e espiritualidade.

 Além de proporcionar autoconhecimento e cura, é um movimento que permite a ligação entre as mulheres. O desenvolvimento e construção do eu pode vir através de estudos de arquétipos de figuras femininas de diversas culturas, leituras em grupo, estudo dos ciclos e da ligação entre a mulher e a natureza. Assuntos que permitem que a mulher entre em contato com sua intimidade, visualizando seu verdadeiro poder.

A discriminação não faz parte desses encontros. Mulheres de todas as idades, profissões, religiões e grupos sociais podem participar. Certamente se sentirão acolhidas para desfrutar de seus benefícios físicos e psicológicos.

Resgatar a essência de cada mulher, em síntese, é o foco que devemos perseguir para vivermos em harmonia com nós mesmas. A partir do momento que temos consciência de nossos desejos e necessidades, tudo se torna mais fácil na hora de estabelecermos parâmetros e objetivos para os projetos que queremos alcançar.



Morgause Lisetta, psicóloga junguiana, idealizadora e coordenadora do Espaço Inanna e Guardiã do Sagrado Feminino. Facilitadora de Círculos de Mulheres e sacerdotisa da Religião da Deusa da Irmandade da Rosa e iniciada em Magia Natural.


Veja o artigo original publicado aqui:

https://www.clubedascomadres.com.br/bem-estar/feminismo-busca-do-eu-rumo-a-libertacao/


Posts recentes

Ver tudo

VENHA NOS VISITAR!

Rua General Eldes de Sousa Guedes, 63 - Vila Sônia - Morumbi/SP